Início Coluna semanal Games e Tech com Reinaldo GAMES E TECH COM REINALDO #24: CONHEÇA SOBRE BLOCKWARS NA ENTREVISTA COM...

GAMES E TECH COM REINALDO #24: CONHEÇA SOBRE BLOCKWARS NA ENTREVISTA COM PETERSON SANTOS

É gratificante e muito legal poder colaborar de alguma forma com um estúdio indie brasileiro, muito mais ainda com um estúdio que nos recebeu super bem, como é o caso do Cloud5 Studios e de seu representante, Peterson Santos, que nos mostrou seu trabalho e de sua equipe com o game BlockWars, a história do estúdio e um pouco sobre projetos futuros. Mas antes, vamos entender!

Há poucos dias, tive a oportunidade, graças à Débora Altheman do Arena Xbox, de poder conhecer e ajudar o Cloud5 Studios, da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a divulgar e mostrar mais do seu trabalho para parte da comunidade Xbox brasileira. Conhecemos o mais recente game brazuca a entrar no catálogo do Xbox One e realizamos uma experiência bem legal e super divertida de testar BlockWars através de duas transmissões simultâneas na plataforma Mixer e com a presença dos desenvolvedores batendo papo conosco e com a galera no chat.

As lives geraram muito papo e resultaram em um artigo sobre BlockWars que escrevi para o UniversoNERD.Net e também uma entrevista com o ilustre Peterson para conhecer mais um pouco do game, do estúdio e planos futuros. Essa entrevista é o assunto deste artigo do XPGG e espero que seja interessante para vocês, principalmente para todos sabermos o quanto é importante ajudar na divulgação de um novo estúdio brasileiro, além de colaborarmos para fazer do Brasil, um mercado cada vez mais importante para esse tipo de entretenimento.

Além do UniversoNERD.Net, o game BlockWars teve grande colaboração da comunidade gamer com alguns sites/blogs abordando sobre, como notícia ou na forma de artigo. Dentre a galera que ajudou na divulgação, estão o Arena Xbox, GamePress, Multiverso Geek, Blog Nós Nerds e Xbox Power.

Agora, vamos à entrevista?

Como descrevi acima, conseguimos uma entrevista com o CEO Peterson Santos, onde fizemos oito perguntas e que nos foram respondidas com muito carinho e dedicação. Vamos conferir para conhecer mais do game e do estúdio?

Como começou a ideia de criar o Cloud5 Studios?

Peterson: O Cloud5 Studios nasceu dentro de um outro projeto nosso, o Grupo desKompliKa, onde temos o desKompliKa Cursos, o desKompliKa Creative Bureau e a extinta Rede Social desKompliKa (que cedeu lugar ao GameDevMS.com.br, uma rede social criada para reunir os Gamers Devs do MS). O nome Cloud5 Studios foi criado mais por uma necessidade, pois já existe uma outra empresa que está ficando muito conhecida, o Descomplica, e começaram a nos confundir com esta outra empresa. Em uma reunião com a atual equipe, decidimos utlizar o nome Cloud5, que já nos pertencia, mas seria usado para outro fim.

Quais foram as inspirações para a criação de BlockWars?

Peterson: O BlockWars sofreu uma avalanche de influências, que vão desde os clássicos do Rock dos anos 1960, 1970 e 1980, passando por filmes como “De Volta para o Futuro”, “Alien”, “Star Wars” e até “Frankenstein”, onde cada personagem é uma homenagem a algum da época, seja de algum filme ou mesmo de jogo.

A músicas são na maioria no estilo Rock’n Roll e todas tiveram uma forte influência dessa época também. Nós não produzimos as músicas por uma questão de tempo, pois precisávamos finalizar o jogo para levar na “Parada Nerd” e mostrar ao público nosso projeto, então fizemos uso de músicas gratuitas para uso comercial, do TekAxe.com, escolhemos cada uma delas a dedo, para que representasse muito bem a identidade do game e de cada uma das 8 arenas, que também receberam temáticas inspiradas em jogos e filmes, principalmente dos anos 1980, como “Mortal Kombat”, “Castlevania”, “Mario”, “Tartarugas Ninja” entre outros.

BlockWars terá mais atualizações futuras?

Explique um pouco sobre o modo online e as conquistas.

Peterson: Sim, o BlockWars ainda passará por diversas atualizações. Recentemente, fizemos um uptade, mas apenas para alguns pequenos ajustes no game, como por exemplo, fazer com que os tiros agora também sejam teletransportados nos portais. O game contará futuramente com uma nova caixa que dará aos jogadores armas novas e aleatórias. As armas serão: metralhadora, espingarda (12), granada (sugestão da comunidade), lança mísseis e motosserra. Teremos, também, o modo de batalha online, que está dependendo do fechamento do contrato com o programa ID@Xbox e que está indo “de vento em poupa”.

Temos uma série de conquistas que serão inseridas no jogo (após a aprovação do contrato), sendo uma delas uma conquista de 100G, que será desbloqueada quando o jogador terminar a batalha com os 3 corações cheios (independente se pegou caixa de vidas ou não). Temos uma outra grande novidade, uma grande revolução no game, mas isso ficará em segredo por enquanto e será uma supresa para todos vocês, que temos certeza, irão AMAR o que estamos planejando para o BlockWars.

O que você espera aprender com os jogadores do Xbox One?

Peterson: Já estamos aprendendo muito, principalmente sobre onde erramos com o game, estamos coletando todos os comentários e analisando um a um com bastante carinho, vendo as sugestões, o que pode entrar já nos próximos updates, e o que vai demandar mais trabalho, e mais tempo para entrar no game. Estamos fazendo o máximo para atender a todos que nos enviam sugestões, e deixar o BlockWars, cada vez mais com a cara do Brasil, mantendo a jogabilidade, a diversão e a zueira, típicos do nosso bom humor.

BlockWars sairá para outras plataformas?

Peterson: Existe o projeto de lançar o BlockWars na Steam, para PC (Windows, Mac e Linux), mas isso vai depender do contrato com o ID@Xbox, pois ainda não sabemos se existirá alguma cláusula de exclusividade (de 1 ano).

Se não tiver nenhuma restrição nesse sentido, então em breve teremos o BlockWars também na Steam. E estamos também vendo a possibilidade de lançar o jogo para PlayStation 4 e Nintendo Switch.

Qual o próximo projeto do Cloud5 Studio? Conte um pouco se possível!

Peterson: Temos projetos paralelos, de vários tipos de games, que vão desde um jogo de nave 2D Sidescroller Shooter, parecido com os clássicos também dos anos 1980 como Gradius e R-Type, projetos de games de plataforma 2D e até um projeto de um game RPG Hack’n Slash (uma mistura de Diablo com game de Aventura).

Mas o projeto que estamos mesmo dedicando tempo, carinho e atenção é o PolyWorld, que é um game de plataforma, misturando gráficos 2D e 3D Low Poly (por isso o nome do game), onde a protagonista, Jade, uma menina de 12 anos (a personagem é em 2D), acorda no meio de uma floresta e percebe que é tudo diferente do que ela está acostumada. Todo o cenário é em 3D, incluindo inimigos e “chefes” e ela vai tentar descobrir que lugar é aquele e como foi parar ali.

O jogo será composto por 4 games (um jogo e mais 3 DLC’s), onde cada game tem um tema: Primavera, Verão, Outono e Inverno, e no decorrer da jornada, Jade fará amizade com 4 animais que tambén são diferentes daqueles ambientes (também serão em 2D) e que irão ajudá-la no decorrer das fases (cada jogo terá um total de 10 fases), dando-a poderes. Os amigos serão: Uma sapinha carinhosa e amorosa, que dará a ela a habilidade de pular duas vezes, um Coelhinho Samurai, briguento e marrento, que dará a ela a habilidade de correr e assim alcançar locais mais longe, além de um ataque com espada samurai; um Tigre, sábio, atencioso e muito amigo, que dará a ela a habilidade de pular nas paredes e um ataque com garras; e por fim, uma Baleiazinha Azul, protetora e dedicada, que dará a ela a habilidade de nadar e atingir grandes profundidades (Sim, teremos a fase da água rs). E com essas habilidades, Jade terá que passar pelas 10 fases em cada um dos 4 games para finalmente descobrir os segredos do mundo de PolyWorld.

Vocês tem pretensões de estarem na Brasil Game Show 2018?

Peterson: Temos muita vontade e sabemos da importância da BGS, porém, como somos uma empresa independente, não temos recursos para arcar com os custos. Só o estande custa cerca de 4 mil reais, fora passagens aéreas, estadia e alimentação, como não temos nenhum patrocínio e não dispomos desse capital, infelizmente, ao menos esse ano, não poderemos estar presentes, mas quem sabe no ano que vem a Cloud5 Studios esteja lá com o BlockWars e o PolyWorld!

Como tudo isso reflete na maneira pela qual o estúdio ouve a comunidade?

Peterson: Procuramos sempre ouvir, sempre conversar e atender um a um com a maior atenção possível. Nem sempre dá para atendermos a todos rapidamente, devido à grande demanda de contatos que tivemos após a divulgação do jogo nos sites: Arena XBox, GamerPress, MultVerso Geek, UniversoNERD.Net, Nós Nerds e XBox Power, além das Lives feitas pelo Reinaldo Vargas (GT: reavargas) e pelo Daigor (GT: digitaldaigor). Pretendemos sempre manter esse contato e proximidade com a comunidade e fazer os games do jeito que amamos fazer, mas que também seja agradável e divertido à quem os joga.

Está curioso sobre BlockWars?

Quer saber mais sobre BlockWars e o Cloud5 Studios?

Vale muito a pena conhecer o trabalho deste estúdio!

Para saber mais sobre o estúdio, visite: cloud5.com.br

E para saber mais sobre BlockWars, visite: blockwars.com.br

O game BlockWars já está no catálogo do Xbox One.

Até a próxima galera! 🙂

Gamertag: reavargas

Você pode conversar com Reinaldo também no Twitter e no Facebook.

Tá curtindo o XPGG? Confira nosso trabalho no Facebook , Twitter e YouTube.

< x >

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

APEX LEGENDS, A EVOLUÇÃO DO GÊNERO BATTLE ROYALE? (GAMES E TECH COM REINALDO #50)

Se o game Apex Legends conseguiu essa popularidade dentro do subgênero shooter, significa que realmente existem games que são competitivos na questão de tentar...

CONARIUM, A EMOÇÃO MAIS ANTIGA DA HUMANIDADE É O MEDO (GAMES E TECH COM REINALDO #49)

O game Conarium, da Zoetrope Interactive, inspira-se em H.P. Lovecraft, um autor que ficou marcado por seu horror gótico, Pois bem, Lovecraft escreveu uma...

MICROSOFT HOLOLENS 2, UM GRANDE SALTO PARA A REALIDADE MISTA (GAMES E TECH COM REINALDO #48)

A Microsoft tornou a realidade mista menos complicada e essa foi a principal lição após apresentação do HoloLens 2, voltado neste primeiro momento não...

GAMES E TECH COM REINALDO #47: METRO EXODUS, UMA JORNADA PARA UNIR OS SOBREVIVENTES DE MOSCOU

Além da escuridão e da tensão, os túneis e a superfície radioativa de Moscou são as sociedades que emergem de um apocalipse nuclear em...

GAMES E TECH COM REINALDO #46: UNO GAME, UMA EXPERIÊNCIA EM FAMÍLIA QUE INDICO

Com os consoles modernos, é bem provável que você esteja cruzando as ruas no GTA V, marcando gols no FIFA 19 ou PES 19...